APEC e GOAL promovem capacitação de professores de projetos sociais

Iniciativa foi realizada dia 25 de abril com profissionais de Ribeirão Preto, Barrinha, Sertãozinho, Iacanga, Guarujá e Lins

Sábado, dia 25 de abril, a Associação Pró-Esporte e Cultura de Ribeirão Preto (APEC) e a Goal Projetos e Assessoria Esportiva reuniram as equipes de sete projetos sociais para o seminário “Esporte educacional para o desenvolvimento”. A atividade foi realizada com Roberto Braga, da Universidade do Futebol, e Gerson Fonseca, da Fundação EPROCAD.

Professores e estagiários do “Bola Livre Sertãozinho”, “Bola Bacana Barrinha”, “Bola Bacana Lins”, “Bola Bacana Guarujá”, “Bate Bola Iacanga”, “Bola Bacana Bonfim Paulista” e “Bom de Nota Bom de Bola – Simioni” passaram o dia recebendo orientações e novas metodologias. “A aula nos mostrou novos métodos de ensinar a criançada brincando e ressaltou os valores presentes em cada brincadeira”, conta o professor Jackson do Carmo, de Barrinha.

Segundo Evandro Silveira e Victor Cavallari, organizadores da iniciativa, a reunião foi uma grande oportunidade para trocar conhecimentos e experiências entre os profissionais dos projetos. “Foi nosso segundo encontro de professores e nossa intenção é continuar integrando e oportunizando novos conhecimentos a todos”, ressalta Silveira.

O professor Odílio Neto, do “Bola Bacana Lins”, conta que durante a atividade aprendeu que é necessário fazer com que as crianças criem as próprias regras e se organizem para a realização das partidas. “Na minha primeira aula após a palestra, apliquei esse método, que eles chamam de Global”, afirma. “Foi muito proveitoso, com todos participando e dando suas opiniões. As crianças até se adaptaram melhor as atividades”, completa.

Para levar os métodos até o “Bate Bola Iacanga”, o professor Jean Dida veio até Ribeirão Preto. “Foi uma experiência muito bacana, pois fizemos contatos com diferentes profissionais que atuavam em projetos sociais, o que possibilitou uma grande troca de conhecimentos e informações.”

A realização da atividade, bem como de todos os projetos sociais citados, é possível através da renuncia fiscal do ICMS de empresas por meio da Lei Paulista de Incentivo ao Esporte da SELJ (Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude) e do Ministério do Esporte (Lei Federal – IR)